4 Fev

Ainda a armadilha

Darlings,

É preciso erguer a cabeça e seguir em frente. Não vou ficar melindrado e acabrunhado, não me vou fechar numa conchinha à espera que o mal passe. O Daniel roubou-me e esta foi a confirmação de que aquela pessoa não vale nada, não tem escrúpulos.

Eu acredito nas pessoas, na sua bondade, na sua boa-fé. Sei que isso não mudará em mim e, no fim das contas, talvez eu esteja certo. Para quê viver e conviver se não acreditarmos nas pessoas à nossa volta? De que vale a vida sem acreditarmos?

H.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Inserido em dor em 4 de Fevereiro de 2015 por H. e marcado com